Informativo Corona Vírus Covid 19
Fale com o WhatsApp do redenovo
Sagrado Rede de Educação / Notícias / Volta às aulas: como se preparar para o novo normal

Volta às aulas: como se preparar para o novo normal

Email Facebook LinkedIn Print Twitter 17 de Julho de 2020

Em todo o país, as escolas estão se preparando para a volta às aulas presenciais, de acordo com os decretos e medidas de cada estado. Muitas normas de saúde, higiene e segurança precisaram ser adaptadas para evitar a contaminação dentro dos colégios e, agora, este “novo normal” começa a fazer parte do nosso dia a dia.

Desde o início da pandemia e com os desafios do isolamento social, as escolas tiveram que se reinventar, seja para a realização de aulas remotas ou para planejarem o retorno presencial o mais rápido e seguro possível.

Neste texto, iremos compreender melhor como os colégios estão se organizando para este “novo normal” e quais serão as principais mudanças na rotina dos pais, professores, colaboradores e alunos. Continue a leitura!

O que seria o “novo normal”?

Em um cenário de grandes transformações, toda a sociedade está passando por uma (re)adequação de seus hábitos e lidando com novas situações e procedimentos os quais nunca foram adotados antes.

No geral, o “novo normal” traz mudanças na forma de consumo, no acesso à informação, na economia e, principalmente, no aprendizado.

E se já éramos uma sociedade marcada pelos avanços da tecnologia e do mundo digital, desde o início da quarentena, a conectividade ganhou ainda mais força. Em poucos meses, flexibilizamos nossos costumes, nos adaptamos ao ensino e trabalho à distância e, mais do que nunca, descobrimos uma outra forma de cumprir nossas obrigações.

Assim, quando consideramos o retorno às aulas presenciais, também levantamos questionamentos sobre quais práticas são indispensáveis para garantir a saúde e a segurança de todos. Por isso, a seguir, listamos uma série de cuidados que os colégios devem aderir para esta retomada.

Volta às aulas: como se preparar para o novo normal

5 pontos de atenção para a volta às aulas

  • Sanitização dos ambientes:

A desinfecção de locais, superfícies, equipamentos e objetos pessoais é fundamental para a prevenção contra o novo coronavírus.

  • Distanciamento social:

O ideal é reduzir ao máximo a aproximação e o contato físico entre as pessoas.

  • Comunicação:

Além de sinalizar os ambientes sobre o distanciamento mínimo recomendado, o colégio deve se atentar à comunicação com os alunos, professores, colaboradores e pais sobre as medidas de higiene e segurança que estão sendo adotadas internamente. Ou seja, todos deverão estar cientes dos procedimentos sanitários que passarão a ser obrigatórios na escola.

  • Higiene pessoal:

Cabe a cada um respeitar os protocolos sanitários e cuidar para que não haja nenhuma contaminação dentro dos colégios.

  • Monitoramento:

E o mais importante é garantir que a regulamentação seja seguida e corrigir sempre que necessário!

Saúde mental e a volta às aulas

A sociedade ainda está aprendendo a lidar com os efeitos da pandemia, e o retorno gradual das escolas provavelmente será um momento de grande ansiedade e expectativa para todas as faixas etárias.

Dessa forma, as competências socioemocionais ganharão ainda mais atenção e os esforços deverão estar voltados para a reconexão do aluno com a escola, da melhor forma possível.

Em cada segmento, um tipo de abordagem, levando em conta as características da idade. Confira abaixo como a inteligência emocional pode ser aplicada em cada período para facilitar o processo de adaptação ao “novo normal”:

  • Educação infantil:

A infância é um momento de grandes descobertas, principalmente da parte emocional, quando as crianças passam a tomar consciência de suas relações e criar vínculos. Por isso, para se adaptarem com a volta às aulas, nesta nova realidade, é importante que os pais e educadores estimulem a conscientização a respeito das medidas de saúde e segurança, através de conversas e atividades educativas.

  • Ensino fundamental:

A preparação do aluno do ensino fundamental para o “novo normal” deve retomar as ações de empatia e responsabilidade, de forma que o jovem reconheça e valorize as boas práticas na sociedade.

  • Ensino médio: 

Neste período é essencial o trabalho de autoconhecimento e tomada de decisões, pois é quando o aluno começa a se perguntar sobre seu propósito de vida e quais caminhos irá seguir. E, em um momento de muitas transformações sociais, ele deve ser preparado para assumir o comando de suas expectativas e gerenciar as incertezas.

E não podemos deixar de lembrar da importância de promover o acolhimento das famílias, de forma que elas também participem e compreendam todas as mudanças dentro da escola.

Para continuar acompanhando todas as novidades da Sagrado - Rede de Educação, inscreva-se em nossa newsletter e receba os conteúdos em seu e-mail!