Informativo Corona Vírus Covid 19
Fale com o WhatsApp do redenovo
Sagrado Rede de Educação / Notícias / Conheça e valorize a cultura afro

Conheça e valorize a cultura afro

Email Facebook LinkedIn Print Twitter 24 de Junho de 2020

O Brasil e o mundo contam com grandes nomes clássicos e contemporâneos que são referências quando falamos da importância histórica do Movimento Negro. Grandes nomes que lutam para superar o racismo e dar voz à Cultura Afro.

Aproveite o momento para descobrir e valorizar os artistas pretos!

Influenciadores digitais pretos

influenciadores digitais pretos

Aqui vai uma dica especial para você que quer conhecer mais e acompanhar conteúdos relevantes nas redes sociais sobre o movimento negro e cultura afro.

Confira uma lista de influenciadores digitais pretos que você pode seguir hoje mesmo e se informar sobre temas como racismo, empoderamento negro, moda e beleza afro:

Luana Xavier: @luaxavier
Gabi Oliveira: @gabidepretas
Maíra Azevedo: @tiamaoficial
Spartakus Santiago: @spartakus
Matheus Pasquarelli: @matheuspasquarelli
Ana Paula Xongani: @anapaulaxongani
Ad Junior: @adjunior_real
Gleidistone Silva: @eugleidistone
Natália Romualdo e Maristela Rosa: @papodepreta
Giovana Xavier: @pretadotora
Débora Luz: @deboraluzoficial
Maia Boitrago: @maiaboitrago
Sah Oliveira: @eusaholiveira

Filmes da cultura afro e afro-brasileira

filmes da cultura afro e afro brasileira

Embora o racismo seja considerado crime em grande parte do mundo, a realidade e o contexto os quais o povo e a cultura afro estão inseridos, nos mostra que o preconceito continua muito presente na sociedade.

E para que você possa refletir e compreender mais sobre a história e a importância do Movimento Negro, temos aqui alguns filmes para o seu fim de semana:

Literatura infantil afro-brasileira

literatura infantil afro-brasileira

A literatura infantil é um caminho para que a criança compreenda, desde cedo, questões sociais e emocionais. Assim, trabalhar o racismo ainda na infância contribui com a formação de uma geração responsável e consciente.

Veja alguns livros de cultura afro que você pode apresentar para seus filhos e compartilhar com eles conhecimentos fantásticos!

  • A menina transparente - Elisa Lucinda e Graça Lima
  • Amor de cabelo - Matthew A. Cherry
  • Amoras - Emicida
  • Bruna e a galinha d'Angola - Gercilga d' Almeida
  • Bucala: a pequena princesa do Quilombo do Cabula - Davi Nunes
  • Caderno sem rimas da Maria - Lázaro Ramos e Mauricio Negro
  • Meu crespo é de rainha - Nina Rizzi e Bell Hooks
  • Meu pai vai me buscar na escola - Junião
  • O black power de Akin - Kiusam Oliveira e Rodrigo Andrade
  • O cabelo de Lelê - Valéria Belém
  • O mundo no black power de Tayó - Kiusam de Oliveira
  • O pequeno príncipe preto - Rodrigo França
  • Omo-oba: histórias de princesas - Josias Marinho e Kiusam de Oliveira

Autores afros e afro-brasileiros

autores afros e afro-brasileiros

O Brasil e o mundo contam com grandes autores clássicos e contemporâneos que são referências quando falamos da importância histórica do Movimento Negro. Grandes autores que lutam para superar o racismo e dar voz à Cultura Afro.

Aproveite o momento para descobrir e valorizar os escritores pretos, e conheça a atuação de alguns deles no movimento antirracista:

  • Lima Barreto: como uma resposta à discriminação racial e à exclusão social sofrida dia após dia, Barreto escrevia sobre estes assuntos de forma dura, em uma época que ninguém estava disposto a falar ou ler sobre isso.
     
  • Carolina Maria de Jesus: Carolina soube expressar, em sua obra, questões sociais de discriminação no âmbito de raça, gênero e posição social.
     
  • Conceição Evaristo: um dos nomes mais conceituados da literatura brasileira nas últimas gerações, Conceição Evaristo é personagem importantíssima na luta pela afirmação da identidade negra no país, sobretudo no campo da escrita.
     
  • Renato Noguera: intelectual, filósofo, professor da UFRRJ e militante da luta negra no Brasil. Inspira-se em conceitos recorrendo às tradições indígena, africana e afro-brasileira.
     
  • Chimamanda Ngozi Adichie: escritora nigeriana e uma das principais feministas e pensadoras da atualidade.
     
  • Djamila Ribeiro: a filósofa e escritora Djamila Ribeiro define, assim, o comportamento do brasileiro em relação ao racismo: "todo mundo sabe que existe, mas ninguém acha que é racista".
     
  • Joel Rufino dos Santos: detentor de três prêmios Jabuti e autor de mais de 50 livros, o escritor e historiador Joel Rufino dos Santos era um nome de referência em cultura afro-brasileira.
     
  • Angela Davis: expoente do feminismo interseccional — que aborda questões de raça, classe e gênero na luta por igualdade —, intelectual e ativista do movimento negro nos Estados Unidos.
     
  • Nilma Lino Gomes: primeira mulher negra a ocupar o cargo de reitora em universidade federal.
     
  • Kabengele Munanga: primeiro africano a lecionar na USP (Universidade de São Paulo), e o primeiro negro docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da universidade, em 1980.

Salve esse conteúdo para você consultar sempre que quiser! E acesse a programação completa da Semana de Conversa - Respeito não tem cor: bit.ly/respeitonaotemcor